Livraria online gerenciada pela ADM Distribuição e Logistica
conheça a ADM nossas livrarias online segurança do site ADM na imprensa
 livraria virtual online de livros técnicos e universitários: medicina, informática, direito, administração, saúde, engenharia, psicologia, turismo, marketing, literatura, livros em estoque com despacho imediato para todo o Brasil
Livraria virtual online de livros técnicos
Volta para a pagina inicial da livraria online Seu Cadastro Seu Carrinho de Compras Rastreie seu pedido e fique informado sobre a sua compra Duvidas e Perguntas Mais Frequentes
    LIVROS     LANÇAMENTOS DE LIVROS     LIVROS MAIS VENDIDOS     LIVROS EM PROMOÇÃO    FALE CONOSCO  
   
   
  Pesquisar no acervo de livros  
 LIVROS POR ASSUNTO
Administração e Negócios
Auto-Ajuda
Cîencias Humanas
Concursos
Didáticos
Direito
Engenharia
Esoterismo
Informática
Literatura
Medicina e Saúde
Pedagogia
Turismo
   
Servicos prestados pelo site Bestbooks.com.br  
Papel para Presente  
Cartão com Mensagem  
Entrega Internacional  
Rastreamento do Pedido  
   
Selo e-Bit, este site participa do BitRate
 
Selo de Seguranca SSL THAWTE
 
Cartilha do e-Consumidor da Câmara-e net. A ADM é afiliada á Camara-e net
 
Curso de Ciência Política - 2ª Edição - 2010
Índice do Livro
Prefácio - "Curso de Ciência Política" - A nova busca do paradigma.............XIII
Candido Mendes de Almeida
Introdução...................................................................................................................XV
Lier Pires Ferreira, Ricardo Guanabara e Vladimyr Lombardo Jorge
Introdução à 2a edição..............................................................................................XIX
Lier Pires Ferreira, Ricardo Guanabara e Vladimyr Lombardo Jorge
Capítulo 1 - A contribuição do pensamento antigo e medieval para o
desenvolvimento da Ciência Política......................................................................... 1
Marcelo da Costa Maciel
1.1. Introdução: a importância perene da filosofia política.................................. 1
1.2. A política no pensamento antigo...................................................................... 4
1.2.1. Sócrates e os sofistas............................................................................ 4
1.2.2. Platão...................................................................................................... 6
1.2.3. Aristóteles............................................................................................ 10
1.2.4. Políbio.................................................................................................. 13
1.3. A política no pensamento medieval............................................................... 16
1.3.1. Santo Agostinho................................................................................. 16
1.3.2. São Tomás de Aquino........................................................................ 17
1.3.3. Guilherme de Ockham...................................................................... 19
1.3.4. Marsílio de Pádua.............................................................................. 21
1.4. À guisa de conclusão........................................................................................ 22
1.5. Perguntas para reflexão.................................................................................... 23
Bibliografia................................................................................................................... 23
XXII Curso de Ciência Política ELSEVIER
Capítulo 2 - "Há vícios que são virtudes": Maquiavel, teórico do realismo
político......................................................................................................................... 25
Ricardo Guanabara
2.1. Introdução.......................................................................................................... 25
2.2. Breve relato biográfico..................................................................................... 26
2.3. "O Príncipe": contexto histórico..................................................................... 29
2.4. Maquiavel e a originalidade do pensamento político................................. 30
2.4.1. Virtù e Fortuna................................................................................... 31
2.4.2. Natureza humana e História............................................................ 36
2.5. Conselhos aos governantes.............................................................................. 40
2.5.1. Da prática da maldade e da bondade.............................................. 41
2.5.2. Da importância da "arte da guerra" para o Príncipe.................... 41
2.5.3. De como um príncipe deve ser parcimonioso em seus gastos..........42
2.5.4. Da importância de saber simular e dissimular.............................. 43
2.6. Conclusão........................................................................................................... 44
2.7. Perguntas para reflexão.................................................................................... 46
Bibliografia................................................................................................................... 47
Capítulo 3 - A teologia política de Hobbes............................................................. 49
Pedro Hermílio Villas Bôas Castelo Branco
3.1. Introdução.......................................................................................................... 49
3.2. Leviatã: o homem, o Estado, o Estado cristão e o reino das trevas........... 51
3.3. Miséria cognitiva e crença............................................................................... 57
3.3.1. Breves observações sobre a Reforma protestante.......................... 57
3.3.2. O homem e a religião......................................................................... 59
3.4. O Leviatã e o seu significado simbólico......................................................... 67
3.4.1. O Leviatã e o seu significado bíblico............................................... 68
3.4.2. O Leviatã na obra de Thomas Hobbes............................................ 76
3.5. Conclusão........................................................................................................... 82
3.6. Perguntas para reflexão.................................................................................... 83
Bibliografia................................................................................................................... 84
Capítulo 4 - John Locke: lei e propriedade............................................................. 87
Vladimyr Lombardo Jorge
4.1. Introdução.......................................................................................................... 87
4.2. Locke, Filmer e Hobbes.................................................................................... 89
Sumário XXIII
4.3. Do estado de natureza...................................................................................... 90
4.3.1. Direito de propriedade...................................................................... 97
4.4. Do pacto ou contrato original....................................................................... 101
4.5. O objetivo da sociedade política e do governo........................................... 104
4.6. As formas de governo.................................................................................... 106
4.7. Estado liberal e divisão do poder................................................................. 109
4.8. Sobre os limites do poder político................................................................ 113
4.9. Da subordinação dos poderes da comunidade.......................................... 115
4.10. As causas da degeneração do governo........................................................ 116
4.11. Conclusão......................................................................................................... 121
4.12. Perguntas para reflexão.................................................................................. 122
Bibliografia.................................................................................................................. 123
Capítulo 5 - Montesquieu: a centralidade da moderação na política............... 125
Silene de Moraes Freire, Adolfo Wagner e Douglas Ribeiro Barboza
5.1. Quem foi Montesquieu?................................................................................. 126
5.2. Do mundo natural à natureza das leis: a trajetória intelectual de
Montesquieu.................................................................................................... 128
5.2.1. Da preocupação com o poder e a liberdade................................. 129
5.2.2. Do espírito das leis........................................................................... 132
5.3. As análises das formas de governo no pensamento de Montesquieu...........134
5.3.1. A questão da liberdade política e a separação dos poderes.............138
5.4. O impacto do pensamento de Montesquieu............................................... 142
5.5. Perguntas para reflexão.................................................................................. 143
Bibliografia.................................................................................................................. 144
Capítulo 6 - Jean Jacques Rousseau: da inocência natural à
Sociedade Política..................................................................................................... 147
Christiane Itabaiana Martins Romêo
6.1. Introdução........................................................................................................ 147
6.2. Vida e obra de Jean-Jacques Rousseau........................................................ 150
6.3. Ficção e hipótese: reconstrução do surgimento da vida social................. 155
6.4. Bênção e maldição: dois momentos do estado de natureza..................... 158
6.5. O homem é bom, a sociedade o corrompe: da inocência natural à
decadência social............................................................................................. 165
XXIV Curso de Ciência Política ELSEVIER
6.6. Da decadência à redenção: o contrato social e a sociedade
política.............................................................................................................. 169
6.7. Homem desnaturado e vontade geral: soberania e cidadania................. 174
6.8. Considerações finais....................................................................................... 180
6.9. Perguntas para reflexão.................................................................................. 181
Bibliografia.................................................................................................................. 182
Capítulo 7 - Edmund Burke: a estética conservadora da arte política............. 185
Fernando Lattman-Weltman
7.1. Introdução........................................................................................................ 185
7.2. Representação, partidos, retórica e engajamento....................................... 187
7.3. Abstração ideal e concretude histórica........................................................ 191
7.4. Pós-Burke: conservadorismo e ciências sociais.......................................... 200
7.5. Perguntas para reflexão.................................................................................. 203
Bibliografia.................................................................................................................. 204
Capítulo 8 - Kant e o paradoxo da liberdade como obrigação moral............... 207
Rafael Rossotto Ioris
8.1. Introdução........................................................................................................ 207
8.2. Kant e as possibilidades do conhecimento e a noção da moralidade universal.................................................................................................................
208
8.3. Kant e a política da autonomia individual ................................................. 212
8.4. A paz perpétua, o direito cosmopolita e as relações internacionais........ 217
8.5. Kant na tradição do pensamento político internacional .......................... 222
8.6. Perguntas para reflexão.................................................................................. 223
Bibliografia.................................................................................................................. 224
Capítulo 9 - Hamilton, Madison e Jay: os pressupostos teóricos do
federalismo moderno............................................................................................... 227
Ricardo Ismael
9.1. O debate sobre a distribuição territorial do poder político...................... 227
9.2. Antecedentes históricos do federalismo norte-americano ....................... 228
9.3. A defesa pública da nova Constituição federal ......................................... 229
9.4. A federação como resultado de um complexo processo político ............ 230
9.5. As contribuições dos federalistas norte-americanos para o avanço
da ciência política e do direito constitucional............................................. 233
Sumário XXV
9.5.1. As debilidades de um sistema federal
excessivamente descentralizado ................................................... 233
9.5.2. A República Federativa como uma associação de repúblicas
unitárias............................................................................................. 236
9.5.3. Novos mecanismos institucionais para um mundo movido
por interesses.................................................................................... 238
9.5.4. Os poderes da União e dos estados-membros ............................ 241
9.5.5. Um equilíbrio dinâmico entre os três poderes da República ...... 243
9.6. Considerações finais ...................................................................................... 247
9.7. Perguntas para reflexão.................................................................................. 247
Bibliografia.................................................................................................................. 248
Capítulo 10 - Alexis de Tocqueville (1805-1859): o argumento liberal de
defesa da liberdade................................................................................................... 251
Lier Pires Ferreira
10.1. Introdução........................................................................................................ 252
10.2. O método em Tocqueville.............................................................................. 253
10.3. A democracia na América.............................................................................. 255
10.4. Da colonização na Argélia............................................................................. 267
10.5. O Antigo Regime e a Revolução................................................................... 271
10.6. Lembranças de 1848........................................................................................ 281
10.7. Considerações finais....................................................................................... 287
10.8. Perguntas para reflexão.................................................................................. 289
Bibliografia.................................................................................................................. 290
Capítulo 11 - John Stuart Mill: a luta contra a opressão..................................... 291
Aparecida Maria Abranches
11.1. Introdução........................................................................................................ 291
11.2. Da liberdade..................................................................................................... 294
11.2.1. Em defesa das minorias................................................................... 298
11.3. O Governo Representativo............................................................................ 304
11.3.1. Os perigos do "Estado agigantado" e da "tirania da maioria". 309
11.3.2. O sistema de representação proporcional e o voto plural.......... 315
11.4. Conclusão......................................................................................................... 319
11.5. Perguntas para reflexão.................................................................................. 319
Bibliografia.................................................................................................................. 320
XXVI Curso de Ciência Política ELSEVIER
Capítulo 12 - Leituras de Marx............................................................................... 321
Paulo M. dAvila Filho
12.1. Introdução........................................................................................................ 321
12.2. Aviso aos navegantes: Marx e o marxismo................................................. 324
12.3. A diversidade em Marx e Engels.................................................................. 326
12.4. O primado da estrutura................................................................................. 328
12.5. A valorização do sujeito................................................................................. 334
12.6. A diversidade marxista ................................................................................. 337
12.7. Marx, o sujeito e a política............................................................................. 339
12.8. Marx e a História............................................................................................. 343
12.9. Palavras finais.................................................................................................. 347
12.10. Perguntas para reflexão.................................................................................. 348
Bibliografia.................................................................................................................. 349
Capítulo 13 - O pensamento político de Max Weber e as concepções
weberianas da sociedade brasileira........................................................................ 353
Eduardo de Vasconcelos Raposo
13.1. Introdução........................................................................................................ 353
13.2. Uma breve notícia biográfica........................................................................ 354
13.3. A sociologia política de Max Weber............................................................. 355
13.3.1. A Dominação Tradicional............................................................... 358
13.3.2. A Dominação Carismática.............................................................. 359
13.3.3. A Dominação Legal.......................................................................... 359
13.4. A contribuição dos conceitos weberianos para o entendimento
da formação social e política brasileira........................................................ 360
13.5. A atualidade da sociologia política de Max Weber................................... 366
13.6. Perguntas para reflexão.................................................................................. 368
Bibliografia.................................................................................................................. 369
Capítulo 14 - O Constitucionalismo antiliberal de Carl Schmitt:
democracia substantiva e exceção versus liberalismo kelseniano...................... 371
Gisele Silva Araújo e Rogerio Dultra dos Santos
14.1. Introdução........................................................................................................ 372
14.2. Biobibliografia de Carl Schmitt..................................................................... 373
14.3. Liberalismo, neutralização e antagonismo político................................... 377
14.3.1. A modernidade: a ordem romântica liberal e a técnica ............. 377
Sumário XXVII
14.3.2. O pluralismo de valores e o conceito do político........................ 380
14.4. Soberania, constituição como decisão e estado de exceção ..................... 382
14.4.1. Soberania como decisão.................................................................. 383
14.4.2. Constituição como decisão.............................................................. 384
14.4.3. Soberania e estado de exceção........................................................ 386
14.5. Democracia substantiva e cesarismo: a crítica à representação
parlamentar...................................................................................................... 388
14.6. Considerações finais: Schmitt e Kelsen........................................................ 393
14.7. Perguntas para reflexão.................................................................................. 398
Bibliografia.................................................................................................................. 399
Capítulo 15 - Hayek e os benefícios da liberdade individual............................ 401
Yuri Kasahara
15.1. Introdução........................................................................................................ 401
15.2. Ordem espontânea x organização racional ................................................ 402
15.3. A fragmentação do conhecimento e os limites da ação estatal................ 405
15.4. Liberdade e democracia................................................................................. 409
15.5. Conclusão: o fim da política?........................................................................ 413
15.6. Perguntas para reflexão.................................................................................. 415
Bibliografia.................................................................................................................. 415
Capítulo 16 - A justiça em John Rawls: da relação entre os homens às
relações internacionais............................................................................................. 417
Leonardo Carvalho Braga
16.1. Introdução........................................................................................................ 417
16.2. Uma teoria da justiça...................................................................................... 419
16.2.1. A concepção pública de justiça e a sociedade rawlsiana............ 420
16.2.2. O contrato social rawlsiano e os princípios de justiça................ 421
16.3. O liberalismo político..................................................................................... 424
16.3.1. A concepção e as faculdades das pessoas..................................... 425
16.3.2. A relação entre doutrinas abrangentes e consenso de
sobreposição...................................................................................... 426
16.4. O direito dos povos......................................................................................... 428
16.4.1. Motivação e esperança..................................................................... 429
16.4.2. A Sociedade dos Povos: um exercício de tolerância................... 431
16.4.3. Os princípios de justiça entre os povos e seu exercício.............. 436
XXVIIICurso de Ciência Política ELSEVIER
16.5. O direito dos povos como direito internacional: da teoria à prática ...... 438
16.5.1. Diretrizes para o dever de assistência........................................... 438
16.5.2. O debate entre cosmopolitismo e comunitarismo....................... 441
16.5.3. O direito dos povos: da teoria à prática........................................ 443
16.6. Conclusão......................................................................................................... 447
16.7. Perguntas para reflexão.................................................................................. 448
Bibliografia.................................................................................................................. 449
Capítulo 17 - Estado mínimo contra a fase histórica camaleônica do
Estado capitalista: um estudo da teoria neoliberal de Robert Nozick.............. 451
Wallace dos Santos de Moraes
17.1. Vida e obra....................................................................................................... 451
17.2. Contextualização da obra.............................................................................. 453
17.3. Uma nova fase do estado capitalista: o modelo camaleão........................ 457
17.4. Os postulados norteadores da obra de Nozick........................................... 461
17.5. Concepções sobre a propriedade.................................................................. 465
17.6. Concepções sobre o Estado............................................................................ 468
17.6.1. Defesa do Estado mínimo............................................................... 468
17.6.2. Contra o Estado maior que o mínimo........................................... 470
17.7. Utopia............................................................................................................... 473
17.8. Críticas metodológicas................................................................................... 474
17.9. Conclusão......................................................................................................... 474
17.10. Perguntas para reflexão.................................................................................. 475
Bibliografia.................................................................................................................. 475
Quero sair do cadastro!
 LIVROS NO ACERVO
Livros de Medicina
Livros de Engenharia
Livros Didáticos
Livros Jurídicos
 EDITORAS
Editora Guanabara
    Koogan
Editora Artmed
Editora Manole
Editora Atheneu
Editora Campus
Editora Atlas
Editora Moderna
Editora Ática
Editora FTD
Editora Scipione
Editora Bookman
Editora LTC
Editora Edgard
    Blucher
Editora Pini
Editora Oficina de
    Textos
Livraria da Física
Turismo
Dicionário Visual de Bolso - 3 em 1 - Inglês/ Espanhol/ Português
Livro de Receitas Castro Alves II
Rio de Janeiro: Um Potencial Turístico
Manual Prático De Recepção Hoteleira
Panelinha - Receitas que Funcionam - 4ª Edição - 2012
Ervas, Temperos e Condimentos de A a Z
Ceará - Cores e Sentimentos
DICIONÁRIO DE TECNOLOGIA INDUSTRIAL
Cozinha Natural da Tina
Perspectivas do Turismo na Sociedade Pós-Industrial
 MAIS VENDIDOS
Livros de Enfermagem
Livros de Concursos
Livros de Engenharia
    Civil
Livros de Odontologia
Livros de Engenharia
     Elétrica
Livros de Psicologia
 
Seu nome
E-mail do amigo(a)